O Google compartilha dicas de SEO para aplicativos de página única

O Google compartilha dicas de SEO para aplicativos de página única

A principal diferença entre um site regular baseado em HTML e um aplicativo de página única é a dependência do último do JavaScript.

JavaScript é usado para criar o HTML para um aplicativo de página única que, em seguida, cria a página.

O JavaScript é necessário para carregar outro conteúdo quando os usuários estão navegando para diferentes partes de um único aplicativo de página.

Quando o JavaScript carrega um novo conteúdo, ele é chamado de “visualização”.

Contar com o JavaScript para aplicativos de página única permite que os navegadores carreguem as visualizações sem fazer uma recarga completa.

JavaScript também permite elementos de design, como transições personalizadas entre diferentes partes do aplicativo.

Simplificando – o JavaScript faz com que os aplicativos de página única funcionem da maneira que funcionam.

Para um bom SEO, implementar essas dicas deve ser tão fácil quanto baixar whatsapp gb atualizado. 

Os desafios de trabalhar com aplicativos de página única

JavaScript é menos que ideal para mecanismos de pesquisa quando se trata de rastreamento e indexação.

Como os SEOs bem sabem, mesmo uma quantidade moderada de JavaScript em uma página cria todo um novo conjunto de desafios.

O nível de desafio aumenta quando todo o conteúdo é envolvido em uma camada de JavaScript.

Esse é exatamente o caso com aplicativos de página única.

Então, o que os SEOs devem fazer se tiverem a tarefa de indexar e classificar um aplicativo de página única? Aqui está o que o Google recomenda.

Conselhos do Google para aplicativos de página única

São quatro conselhos principais de SEO para aplicativos de página única:

  • Cubra todos os caminhos de código
  • Trate as visualizações como URLs
  • Otimize títulos e descrições para cada visualização
  • Melhore a forma como o aplicativo lida com erros

Cubra todos os caminhos de código

Um exemplo de aplicativo de página única que parece estar funcionando bem, mas o teste de compatibilidade com dispositivos móveis do Google não consegue renderizar o conteúdo.

Cada empresa precisa de uma mão amiga … ou 10.

Entregue suas tarefas exclusivas a freelancers especializados com todo tipo de habilidade, que podem dar o toque final que você precisa em qualquer tipo de projeto.

Tratar visualizações como URLs

Ao navegar em um aplicativo de página única, veja se o URL na barra de endereço muda ao clicar entre cada visualização.

Isso deve mudar, porque o Googlebot usa URLs para localizar diferentes “páginas” (também conhecidas como “visualizações”) em um único aplicativo de página.

Se houver apenas um URL para tudo, o Googlebot verá apenas a página inicial e nada mais.

Isso leva a problemas com as classificações, porque o Google não consegue entender do que se trata o site.

Títulos e Descrições

Não há nada mais fundamental para o SEO do que otimizar títulos e descrições de páginas da web.

No entanto, esse fundamento de SEO é frequentemente esquecido quando se trata de otimizar “visualizações” para aplicativos de página única.

Isso resulta em todas as visualizações com o mesmo título e descrição – e provavelmente você está ciente dos problemas que isso pode causar.

Cada visualização pode e deve ter seu próprio título e descrição exclusivos. Isso pode ser feito adicionando “um pouco de JavaScript extra.

Como usar o SEO para melhorar o ranqueamento de qualquer conteúdo?

Como usar o SEO para melhorar o ranqueamento de qualquer conteúdo? (Foto de Tobias Dziuba no Pexels)

Quase tudo o que fazemos online começa com uma pesquisa: se procuramos uma resposta ou queremos comprar algo, procuramos na Web. Com o SEO é possível melhorar o posicionamento de qualquer conteúdo, até mesmo para mostrar os números que menos saem na lotofácil. 

Quer saber tudo o que você precisa saber para começar a otimizar seu site imediatamente e aumentar a visibilidade natural não paga nos mecanismos de pesquisa.

O que é SEO

SEO é o acrônimo em inglês para Search Engine Optimization e define todas as atividades de otimização de um site com o objetivo de melhorar seu posicionamento nos resultados orgânicos de mecanismos de busca como Google e Bing.

O processo de otimização do site envolve três atividades:

Otimização técnica. Essa fase permite que os mecanismos de pesquisa acessem e indexem corretamente as páginas do seu site. Fazer SEO também significa adotar soluções inovadoras para responder à evolução da pesquisa de usuários.

Criação de conteúdo. O conteúdo do seu site terá que responder a diferentes objetivos de pesquisa. Se eles são apreciados pelos usuários, também serão apreciados pelos mecanismos de pesquisa, porque sabem que forneceram as melhores respostas para suas perguntas.

Promoção de Conteúdo. A promoção de conteúdo projetado para ser compartilhado é uma fase fundamental para o sucesso de sua campanha de SEO. Ser mencionado com um link de sites oficiais é uma maneira inequívoca de comunicar ao Google que o seu é um site de qualidade.

Portanto, podemos dizer que o SEO é uma combinação perfeita de otimização técnica e estratégia de marketing.

Como o Google funciona

Antes de começar a otimizar um site, você precisa entender como os mecanismos de pesquisa funcionam:

Rastreamento ou rastreamento – o Google rastreia a web para descobrir novos conteúdos com programas sofisticados chamados rastreadores. Depois que novas páginas são encontradas, as aranhas seguem os links encontrados para descobrir novo conteúdo em um processo contínuo em cadeia.

Indexação ou indexação – o Google armazena uma cópia do conteúdo rastreado em um índice. O índice é armazenado em servidores de alta potência, para que possa ser encontrado em tempo real.

Posicionamento ou classificação – Quando o usuário realiza uma pesquisa, os algoritmos do mecanismo de pesquisa avaliam, com base nos fatores de posicionamento, qual conteúdo melhor responde à sua pergunta de informação.

Pesquisa de palavras-chave

Para entender quem são seus usuários e o que eles estão procurando, responda a estas 4 perguntas:

  • Em que eles estão realmente interessados?
  • Quais problemas eles querem resolver pesquisando na web?
  • Que tipo de linguagem eles usam?
  • Quem são seus concorrentes?

Se você chegou até aqui, significa que você tem tudo o que precisa para começar a otimizar seu site. Você está se perguntando por onde começar?

Pense no que você faz bem, no orçamento que você tem disponível e nas otimizações que considera mais eficazes para sua estratégia de posicionamento.

Se você é bom na criação de conteúdo, selecione cuidadosamente suas palavras-chave e concentre-se no marketing de conteúdo. 

Se você possui um site complexo ou com várias páginas, concentre-se na otimização na página ou peça ajuda a um consultor de SEO para fazer isso por você.

Como escolher as melhores palavras-chaves para o seu negócio?

Como escolher as melhores palavras-chaves para o seu negócio? (Image by rawpixel.com)

Escolher as palavras-chave, assim como frases corretas é um momento muito importante para garantir que o SEO esteja funcionando. A otimização dos mecanismos de busca deve ser bem-sucedidas para cumprir com os objetivos.

Conseguir aumentar o trafego para o seu site, independentemente do assunto, como certidão negativa de interdição, ou ainda cartórios, tem que ser uma grande prioridade. Da mesma forma, tem que ser pensada uma maneira de atingir o público certo.

Dessa forma, conseguir escolher as palavras-chaves de maneira mais eficaz, é a garantia para se conectar com o seu público-alvo. Isso demanda tempo, pesquisa, mas os resultados demonstram que isso vale a pena. 

5 dicas para ajudar na escolha das palavras-chave certas

1 – Pense como o cliente

O primeiro passo para montar qualquer tipo de estratégia de marketing é pensar no seu público-alvo. Dessa forma, é ideal já ter em mente a maneira com que ele se comporta, conseguindo criar uma persona de fato em cima desse cliente.

Assim, identificar o seu público-alvo vai ser necessário para poder se colocar no lugar do cliente, criando uma lista inicial de palavras-chaves assim. Pergunte para si mesmo, o que iria pesquisar no Google ao tentar encontrar determinado produto.

É possível também falar com outras pessoas, como familiares ou amigos, clientes atuais também. Pegue a opinião em relação as frases em que eles usariam para buscar os seus serviços e produtos. 

2 – Estude os concorrentes

Faça uma lista de quem são os seus principais concorrentes, acessando o site deles para saber que tipo de palavras-chaves estão sendo usadas para segmentar o negócio. Leia o conteúdo deles, veja as metatags para conseguir identificar direitinho a palavra-chave usada.

Observe essas palavras dos seus concorrentes para conseguir ajudar a ver o que está esquecendo e faltando para o seu negócio, mas também vai ajudar a ampliar a sua lista de ideias. 

3 – Entenda mais sobre palavra-chave de cauda longa

As palavras-chave de cauda longa podem ser entendidas como uma combinação de mais de 3 palavras ou ainda frases. Por mais que elas tenham um volume de pesquisa mais baixo, costumam ter um tráfego que seja bem relevante.

Elas geralmente também são menos competitivas, o que fica mais fácil de classificar. Por isso, escolher algumas que possam ajudar a especificar ainda mais o seu serviço e produto. 

4 – Utilize ferramentas de pesquisa de palavras-chave

Caso esteja usando o Google Ads, ele pode ser uma ótima ferramenta para encontrar novas palavras-chaves em potencial. Com esse tipo de ferramenta, é possível ter dados sobre tendências e volume, além da competição ode cada palavra, outras dicas de palavras semelhantes e muito mais. 

5 – Analisar os resultados

Depois de conseguir escolher as suas palavras-chaves ideia, é muito importante conseguir monitorar e fazer uma análise dos resultados. Em boa parte das vezes, as mais populares, junto com as que os seus concorrentes estão usando.

Sempre use as palavras-chave quando possível no seu site, seja em postagens no blog, metatags, conteúdo do site ou ainda nas redes sociais. 

Dicas de SEO para uma loja de tecidos

Dicas de SEO para uma loja de tecidos (Foto: Depositphotos_223943024_s-2019)

Caso tenha uma loja de tecido e que ofereça tecido para estofamento pode se interessar em saber como conseguir fazer com que os seus clientes encontrem o seu site. Existem formas de atingir melhores resultados no Google, através de estratégias de Search Engine Optimization, mais conhecido como SEO.

É muito importante se concentrar em trabalhar bem os produtos e utilizar bem as dicas de SEO para conseguir atingir os melhores resultados. Eles precisam ser bem otimizados e também bem posicionados, independente do jeito que o consumidor for procurar pelo seu produto. Então, confira algumas dicas:

Especificidade 

Se a sua loja vende tecidos, é importante ser mais claro em relação ao que se está vendendo para se diferenciar. Apenas a palavra “tecido” vai trazer uma concorrência muito grande com todos os outros tipos de vendas e lugares que anunciam isso.

Ao começar a especificar o tipo de tecido, por exemplo, a concorrência já diminui bastante, pois já eliminou os outros tipos mais gerais. Caso tenha mais especificidade para colocar no tecido, como cor, material, ou utilidade dele, fica ainda melhor para poder ter uma posição melhor, sem ter tanta concorrência. 

Isso quer dizer, que quanto mais especifico conseguir ser em relação a algum produto, maiores são as chances de conseguir um posicionamento melhor, fazendo com que o cliente certo consiga encontrar o seu produto com facilidade.

Seja direto

Mesmo que tenha um nome e diversos atributos para algum produto, é muito importante construir uma descrição que seja direta, priorizando o termo que vai ser mais importante e que ele consiga ser colocado logo no começo.

Caso vá vender um tecido específico que muitas pessoas procuram, comece pelo nome do tecido. Depois coloque que é um tecido, ou tamanho do tecido, utilidade, por exemplo. O SEO envolve pensar como o cliente pensa, ou seja, pensar que palavras que ele vai procurar no momento que for fazer uma pesquisa.

Essa é a melhor maneira de começar a pensar nas palavras-chave que são mais importantes para a sua estratégia. Na hora de pensar em um nome, preocupe-se apenas em usar palavras que ache que o cliente vai usar. Saia de termos técnicos ou que seja muito complicado e específicos, pois normalmente, o público não vai usar porque não conhece.

Em vez de cadastrar os produtos com o nome mais técnico, coloque algo que especifique o produto, com a sua utilização de uma maneira mais usada quando a pessoa procura. Por exemplo, se o tecido é usado em maior número para fazer algum objeto, coloque ele junto no seu SEO.

Seguindo essas dicas e não se esquecendo de analisar como vão indos os seus resultados de SEO, tem tudo para que a sua loja de tecidos consiga conquistar um bom número de visitas que com facilidade podem se converter em um número maior de vendas como consequência desse bom uso de SEO.